Ponte administra vantagem em casa e elimina Criciúma da Sul-Americana


A Ponte Preta soube administrar a vantagem que conquistou no jogo de ida, contra o Criciúma, pela Copa Sul-Americana. Jogando em casa, o time de Campinas segurou o 0 a 0 e avançou com poucos sustos - a primeira partida tinha terminado 2 a 1 para os alvinegros.

Com a classificação, a Ponte enfrentará nas oitavas de final o vitorioso do duelo entre Deportivo Pasto-COL e Colo Colo-CHI. No jogo de ida aconteceu vitória do clube colombiano por 1 a 0. O segundo jogo será nesta quarta-feira, em Santiago.



O jogo foi feio em Campinas. Desde o começo, as defesas se sobressaíram aos ataques e por isso poucas chances de gol foram criadas. A primeira só veio aos 19min e apenas em um chute de longe, feito por Baraka, mas Galatto se esticou para espalmar. O Criciúma até respondeu aos 23min, após cruzamento de Fabinho que assustou o goleiro Roberto. Mas foi só. No resto do primeiro tempo os times se limitaram a fazer faltas e errar lances simples no ataque.

Depois do intervalo, só a Ponte Preta voltou com uma substituição - Dennis no lugar de Everton Santos. Com isso, nada mudou no começo da etapa final: apenas chutes e cruzamentos criaram algum perigo de gol. E também os erros: aos 13min, Betão vacilou com a bola e por pouco não perdeu a bola para Fabinho perto da área.

A partir dos 25min, o Criciúma finalmente passou a pressionar, marcando a Ponte na saída de bola e se lançando com mais jogadores para frente. Mas faltou criatividade, já que as melhores chances surgiram com cruzamentos. Aos 43min, após desvio na pequena área, Lins se esticou e por pouco não desviou a bola para o gol - que sequer serviria para o Criciúma, já que seria preciso vencer por 2 a 0 para o time catarinense avançar.